01 maio 2013

Adaptações Literárias #2 - Filme: A hospedeira

Hey,
Bem, o filme de hoje é A hospedeira. Pra quem ainda não leu a resenha do livro aqui no blog  clique aqui.

Sinopse do filme.
A fome e a violência foram erradicadas da Terra, bem como os problemas climáticos do planeta foram resolvidos. Estes feitos foram conquistados graças aos seres alienígenas conhecidos como almas, que ocupam corpos humanos como se fossem parasitas. Pregando uma sociedade baseada na paz, as almas perseguem os poucos humanos que ainda não foram dominados. Um deles é Melanie Stryder (Saoirse Ronan), que se sacrifica para que o irmão caçula, Jamie (Chandler Canterbury), possa escapar. Melanie passa a ser dominada por uma alma chamada Peregrina, que tem por missão vasculhar suas memórias para encontrar rastros de outros humanos. Entretanto, a consciência de Melanie ainda está viva dentro do corpo, o que faz com que Peregrina tenha que lidar com ela constantemente. Com o tempo, a alma fica cada vez mais fascinada com a vida e os sentimentos que Melanie tinha e passa a protegê-la de Buscadora (Diane Kruger), que deseja capturar seus amigos humanos o quanto antes.

Vou começar com o mais clichê, o filme não se compara em nada com o livro. Quem lê o livro e depois assiste ao filme (como eu fiz) sempre sabe que falta algo e isso faz com que a magia do filme seja menos atrativa.  Contudo, os diretores de A hospedeira conseguiram manter a essência do livro mesmo tendo que encurtar a história para fazê-la caber em apenas uma hora e cinquenta minutos mais ou menos (retirando o tempo dos créditos).
Para mim o filme não foi tão impactante como foi para algumas outras pessoas que conheço. Achei a história normal. Não foi aquele UAU! (se é que vocês me entendem).
Uma coisa que gostei muito no filme foi o fato deles seguirem o tempo cronológico do livro, tipo eles não ficaram mudando os acontecimentos de uma hora para outra. A escolha do elenco foi muito boa, já que os atores e atrizes escolhidos não são tão conhecidos  na mídia e isso faz com que de uma forma ou de outra o telespectador passe a se sentir confortável com o "anonimato" dos atores, pois ninguém vai ficar associando eles com outros trabalhos e respectivamente fazendo comparações.
O cenário do filme foi muito bem feito, se bem que em algumas partes dentro da caverna (a área principal)  a imagem que nos passaram é puro cenário nem um pouquinho real, mas as outras partes de dentro da caverna e fora também são espetaculares, você sente que são realmente verdadeiras. 

Uma coisa que muito me desagradou muito no filme foi o fato de terem mudados as características de alguns personagens como por exemplo: A procuradora da Melanie que no filme é uma mulher loira e alta no livro é uma mulher morena e baixinha com uma aparência de frágil porém perigosa. Alguém como por exemplo a Rekha Sharma que faz a agente Malik na série V- Visitantes. (foto abaixo).

Outro personagem (o mais importante) que mudaram foi a Peregrina, no filme colocaram uma garota baixinha e de cabelo curto e preto. No livro a peregrina não é nada disso. É uma garota baixinha, delicada, loirinha, com o cabelo liso encaracolado e longo que por qualquer coisa começava a corar. Como a Annasophia Robb (foto abaixo)


Enfim, essa é a minha humilde opinião. A critica foi positiva? Ótimo corre lá e assiste ao filme. A critica foi negativa? Não se deixe influenciar pela opinião dos outros! Pois, como eu já tinha lido o livro primeiro isso influenciou no meu julgamento sendo assim, assista ao filme.

Trailer do filme


Beijos, 
Daniele Henrique