05 maio 2013

Resenha: As Crônicas de Nárnia: Principe Caspian - Livro 4

Pra quem está acompanhando o blog a algum tempo sabe que eu estou resenhado os livros da serie As Crônicas de Nárnia.

Pra quem ainda não leu as outras resenhas que fiz, podem conferir clicando nos respectivos links abaixo.

O sobrinho do mago  (Livro 1)
O Leão a Feiticeira e o Guarda-roupa  (Livro 2)
O Cavalo e seu Menino  (Livro 3)

Antes de começar a resenha eu tenho um aviso a dar: Neste mês de maio eu vou postar duas resenhas da série (era pra ser uma em cada mês desde janeiro e assim por diante) pois, tinha preparado a resenha do mês passado mas como sou desleixada e desorganizada esqueci de posta-la. Então aqui está a resenha atrasada!



Sinopse
Tempos difíceis abateram-se sobre a terra encantada de Nárnia. Os dias de paz e liberdade, em que os animais, anões, árvores e flores viviam em absoluta paz e harmonia, estavam terminados. A guerra civil dividia o reino, e a destruição final estava próxima. O príncipe Cáspian, herdeiro legítimo do trono, decide trazer de volta o glorioso passado de Nárnia. Soprando sua trompa mágica, ele convoca Pedro, Suzana, Edmundo e Lúcia para ajudá-lo em sua difícil tarefa.

Resenha
Depois de um ano (no nosso mundo) os irmãos mais queridos (Pedro, Susanna, Edmundo e Lúcia) voltam a Nárnia através de um chamado feito pelo príncipe Caspian após tocar a corneta da rainha Susanna. Ao chegarem em Nárnia "misteriosamente", se deparam com tudo diferente pois, enquanto para eles se passaram um ano, em Nárnia se passaram séculos.


Agora que já está tudo ou pelo menos quase tudo esclarecido, eles tem uma missão a cumprir: Ajudar o príncipe Caspian a tomar de volta o trono que lhe foi usurpado por seu tio (um cara malévolo que não media esforços para acabar com qualquer um que entrasse em seu caminho, e principalmente tentava exterminar todos aqueles que pertenciam a antiga Nárnia).

Mais uma vez o C. S. Lewis nos conquista com uma história que fluí facilmente, uma leitura ágil e simples cheia de mistérios e surpresas que carregam o leitor pelas mais diversas aventuras.

Neste livro conhecemos novos personagens, alguns puros, bondosos e corajosos como o príncipe Caspian e o Caça Trufas (um personagem que muito me agradou- até o nome dele é legal) assim como também tem sempre os vilões aos quais não pretendo citar nomes.

E... não podemos nos esquecer! O Aslam, nosso personagem mais que preferido como sempre faz a sua aparição em grande estilo cada vez mais bondoso, gentil e justo para com todos.

Ao final do livro, temos uma surpresa que não é tão boa assim, e isso faz com que passemos a querer ler o livro posterior a esse.

Quer saber qual é a surpresa? Então leia o livro e se aventure por Nárnia!


Beijos,
Daniele Henrique