06 março 2013

Minha primeira vez...



Tenho uma coisa pra falar pra vocês. Tudo bem, sei que isso é um pouco pessoal, mas preciso meeeeeeesmo dividir com alguém. Além disso, vocês já são como da família. Talvez até estejam passando por algo parecido... quem sabe consigo ajudar?!

É gente, temos uma primeira vez pra tudo certo? E nem sempre é agradável.

Acontece que estou na minha primeiríssima Ressaca Literária. (O que acharam que fosse?!)



Tudo começou quando comecei a ler Memórias Póstumas de Brás Cubas para o Desafio Realmente Desafiante de Fevereiro. Eu até avancei algumas páginas, mas logo as palavras se recusaram a entrar na minha mente... O pior é que o mesmo aconteceu com os outros 2 livros que estava lendo (A menina que Roubava Livros e Desventuras em Série -  Mau Começo). É tão frustrante, não consigo ler nem gibi!
Diante desse drama fucei na internet e encontrei um post no Mudando de Assunto com dicas bem úteis (abaixo) para acabar com a maré baixa.

1. Deixe seu cérebro relaxar
A leitura é sim uma atividade prazerosa, o que não significa que não exija certo esforço. Talvez essa reação mecânica do seu cérebro seja uma espécie de aviso, tipo assim: Tô cansado... me deixa respirar um pouco!
O melhor a fazer é dar um tempo mesmo, nada de forçar a barra, ok?

2. Procure outras atividades
Que tal tentar algo novo? Escrever, por exemplo (Só pra lembrar, ainda estamos aceitando suas resenhas), ou assistir aquelas adaptações pro cinema que você nunca teve a chance... Você não precisa fugir totalmente do universo literário, a não ser que você se sinta enjoada até pra isso.

3. Não insista
Desista, isso NÃO funciona!
Pelo contrário, pode até agravar o seu stress mental e você só vai conseguir aumentar sua frustração. O melhor é se ocupar com outras coisas (dica 2) e esperar... mais cedo ou mais tarde a ressaca passa, você mata a saudade dos seus personagens tão queridos e o mundo volta a ser de um vermelho vivo e pulsante como a vida! (minha versão de "mundinho cor-de-rosa", menos fútil não acham?

4. Procure gêneros diferentes

Já pensou que você pode ter enjoado daquele tipo de leitura especifico e não de todas as leituras?
Não é segredo pra ninguém que rotinas são cansativas e estressantes (a não ser que você seja um robô pré-programado, sem ofensas). Que tal variar? Partir para novos estilos? O máximo que pode te acontecer é acrescentar mais itens nas sua lista de preferências, isso não é ruim, concorda? 
Infelizmente não é esse meu caso, como já havia dito: não consigo ler nem gibi!

5. Leve um livro com você

A qualquer momento, em qualquer lugar a vontade/necessidade de ler vai reaparecer com força total... Temos que estar preparados para esse acontecimento, não podemos desperdiçar oportunidades.
Não importa a situação, tanto faz se está indo comprar pão ou pra balada... pera, acho que exagerei um pouquinho. O que quero dizer é que não custa ter sempre um livro juntinho, a não ser que se trate de um  Tolkien ou um George R. R. Martin, nesse caso você  pode acabar desenvolvendo certos problemas de coluna.


Pra finalizar o post quero deixar claro que LER NÃO É OBRIGAÇÃO. Apesar de sempre existir aquele amigo que lê 4x mais  paginas/dia que você (Pedro Medeiros), isso não é motivo para desesperar-se ou sentir-se a pior pessoa do mundo. Ninguém é igual a ninguém, nem precisa ser.