31 janeiro 2014

Resenha: A Seleção da autora Kiera Cass

Sinopse - A Seleção - The Selection - Livro 01 - Kiera Cass

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.


Hey, absortos! Como vocês estão? Estão lendo muito???
Depois de um longo período sem postar ô eu aqui de novo! o/  Vim trazer hoje para vocês um dos meus mais novos queridinhos que tive o prazer de ler durante as férias.


A Seleção definitivamente foi um livro que me surpreendeu bastante, quando pensei em lê-lo eu já tinha em mente uma ideia bastante positiva a respeito do livro graças a algumas resenhas que eu havia lido antes de optar me jogar nessa leitura e mesmo esperando algo bom este bom extrapolou minhas expectativas.

No inicio do livro tudo parece decidido a America e o Aspen se amam e vão lutar por seu amor que tem como uma das principais desvantagens a desigualdade de "castas" de ambos, já que a America é uma 5 e Aspen é um 6 e logo vemos de quebra que os 6 são extremamente pobres logo, a mãe de America já lhe deixa bem claro que não permite que sua filha se envolva com alguém de casta inferior a sua.  Na primeira visão o amor deles ultrapassaria as barreiras e eles seriam felizes juntos apesar das dificuldades impostas por toda a sociedade e bla, bla, bla, o resto vocês já sabem. No entanto, há algumas atitudes tomadas por Aspen que analisando detalhadamente dá para entender os motivos dele mas, isso fez com que ele tenha perdido alguns pontos aos meus olhos e por tentar abrir mão o Aspen termina dispensando a America e meio que obrigando-a a se inscrever na Seleção como se já não bastasse a pressão de sua mãe para que ela tomasse essa decisão. 

Então, aqui estamos com uma garota com o coração partido e um lindo, meigo, carinhoso, compreensivo, (lindo, tesão, bonito e gostosão) príncipe Maxton que aos poucos vai demonstrando um carinho mais que especial pela America e é ai que as coisas começam a se desenrolar no livro. Podemos conhecer os sentimentos de cada um e eu em particular sou uma team Maxton e quero que a America fique com ele e o Aspen que se ferre pra lá. Ele já teve a chance dele e não soube aproveitar. .-.

Bem, como eu tenho uma tendencia de  ver as coisas mais para o lado romântico quero deixar bem claro que o livro não se baseia apenas no nosso pequeno triangulo amoroso não, ok? Há algo sobre a Seleção que o leitor vai desvendando a cada página, algo obscuro, algo que não é para sabermos (mas, vamos saber hahah). Um segredo sobre a fundação do país de Illeá e os misteriosos revoltosos que sempre invadem o castelo a procura de algo!

Por favor... Leiam, eu quero contar o final... Mas, eu não posso estragar a surpresa de vocês!

Até a próxima,  resenharei A Elite!